As hemácias são células sanguíneas, também conhecidas como eritrócitos ou glóbulos vermelhos. São responsáveis pela oxigenação celular entre os tecidos corporais e também pela coloração vermelha do sangue. As hemácias são as células mais encontradas no sangue.


As hemácias são compostas por globulina e hemoglobina, proteína responsável pela coloração vermelha do sangue. Possuem forma arredondada e são flexíveis, o que torna transporte de oxigenação mais fácil. As hemácias não possuem núcleo, devido a isso não possuem material genético também. A ausência de material genético faz com que as hemácias sejam incapazes de se dividir e também reduz o tempo de vida destas células.


A produção das hemácias ocorre na medula óssea e a sua destruição ocorre no baço e no fígado. É também no baço e no fígado que as moléculas de hemoglobina se quebram, resultando em aminoácidos de ferro, que posteriormente serão utilizados para a produção de novas hemácias.


A principal função das hemácias é transportar oxigênio adquirido por meio do sistema respiratório até as células do corpo. As hemácias também são responsáveis pela eliminação do gás carbônico produzido pelas células. Quando chegam aos alvéolos pulmonares, a hemoglobina se liga a moléculas de oxigênio, resultando na oxiemoglobina. Já nos tecidos, a hemoglobina se combina com o gás carbônico, gerando a carboemoglobina.


Grande parte das pessoas possui baixa quantidade de hemoglobina no sangue, o que causa a anemia. Entre os motivos dessa disfunção podem ser citadas a baixa produção de hemácias, a destruição exacerbada das mesmas, graves hemorragias e ainda uma dieta alimentar com baixa quantidade de ferro.